Emirados Árabes, Cingapura e Nigéria mostram o que fizeram para melhorar suas políticas públicas

Um receituário de como inovar no setor público é o resumo do Painel “Governo e Agilidade: cases inspiradores”, realizado no segundo dia da Semana de Inovação 2022, no palco principal. Representantes de países que inovam para melhorar políticas públicas listaram algumas ideias que levaram ao sucesso das iniciativas. 

Para Maryam AlMansoori, líder da UAE Innovates no Mohammed bin Rashid Center for Government Innovation, nos Emirados Árabes Unidos, há sete passos na jornada da inovação. Foi o que compilou depois de gerir mais de 200 projetos, programas, campanhas e eventos na área e receber o reconhecimento internacional.

São eles:

  • Ter visão e estratégia claras
  • Experimentar inovações em projetos centrais
  • Enriquecer a cultura de inovação, capacitar servidores e mudar mentalidades 
  • Fornecer espaço para novas experiências e abraçar o futuro 
  • Alavancar parcerias privadas e globais
  • Incentivar a colaboração e a criação
  • Celebrar e premiar o sucesso

O vice-secretário do ministro das comunicações e informações em Cingapura, Aaron Maniam, também listou formas de como inovar no serviço público. Atualmente, ele é responsável por  supervisionar a economia digital, alfabetização e acesso digital e parcerias digitais internacionais. Ele foi educado em Oxford e Yale. Seu doutorado, da Blavatnik School of Government de Oxford, envolveu um estudo comparativo de projetos de governo digital na Estônia, Nova Zelândia e Cingapura. Ele é um jovem líder global do Fórum Econômico Mundial.

Sete pensamentos inovadores de Aaron:

  • Regulamentação ágil precisa funcionar de uma maneira que promova a inovação e não apenas para gerenciamento de riscos;
  • Ter em mente a importância do longo prazo.
  • Parcerias Internacionais;
  • Parcerias internas
  • Treinamento certo 
  • Gameficação
  • Equilibrar uma mentalidade de escassez e uma mentalidade de abundância.

Lembrou que há abundância de conhecimento, dados e informações são abundantes, 

“Quanto mais usamos dados, mais geramos mais dados e mais podemos usar esses dados. De uma maneira que nos permite ter insights sobre diferentes questões que estamos realmente governando como um setor público. Dados, conhecimento e informações não se esgotam”, falou o palestrante que lembrou ainda a importância de promover o engajamento dos cidadãos.

Já a assessora especial do Ministério de Assuntos Humanitários, Enfrentamento de Desastres e Desenvolvimento Social da Nigéria, Edima Otuokon, mostrou a experiência de solução de questões humanitárias em áreas de conflito com inovação.

  • Definir o resultado desejado para criar estruturas proativas em um ambiente reativo;
  • Ser objetivo na solução dos problemas; 
  • Colaborar com os stakeholders; 
  • Trabalhar com parceiros internacionais que possam ter passado por isso e entenda como resolver o problema;
  • Ter mulheres na equipe.

“Você precisa se conectar com elas, entender seus problemas para criar políticas e intervenções que realmente atendam suas necessidades”, afirmou a palestrante ao lembrar não apenas a relevância numérica das mulheres, mas a importância desse público na formulação de políticas públicas.

Sobre a Semana de Inovação

A Semana de Inovação tem como objetivo reunir os principais especialistas do setor para promover debates e troca de experiências sobre iniciativas de uso de tecnologias, metodologias e processos para melhorar o serviço público brasileiro. É um evento que tem como realizadores: Escola Nacional de Administração Pública (Enap), Tribunal de Contas da União (TCU), Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais (Flacso) e Ministério da Economia. Além da correalização do Ministério da Saúde, do SUS, do Ministério da Educação, da Funasa, do Inep, da Fundação Joaquim Nabuco e da Organização dos Estados Ibero-americanos (OEI).

Em 2022 o evento chega à 8ª edição. Com o tema “Tempo de criar”, a Semana de Inovação 2022 acontece entre 8 e 10 de agosto em formato híbrido, on-line e presencial em Brasília, no Rio de Janeiro e em Recife. Dataprev, Serpro, Adaps, Sebrae, BID, Cateno, 99, Gringo, Microsoft, Nic.Br, CGI.Br e Zoom já são patrocinadores desta jornada! Além do apoio da República, ABDI, Eldorado, Museu de Arte do Rio, Wylinka, IFood, Catálise, Instituto Unibanco, Lab Griô e Porto Digital.

Conteúdo relacionado

Evento na próxima segunda-feira (12) fortalece a temática de inovação

Realizado na Enap, o “GNova Celebra” reúne ecossistemas de inovação no setor público e promove iniciativas inovadoras

Publicado em:
07/12/2022
Divulgada a lista das iniciativas finalistas do 26ª edição do Concurso Inovação no Setor Público

Cada uma das três categorias teve três projetos selecionados

Publicado em:
10/11/2022
Servidores estrangeiros podem concorrer a vagas para mestrado ou doutorado

Candidatos devem ter proficiência em português e em inglês, além de disponibilidade financeira para custear estadia em Brasília durante o curso

Publicado em:
13/10/2022
Aberto programa de pós-doutorado na Enap

Podem participar profissionais brasileiros e estrangeiros com título de doutor

Publicado em:
25/09/2022