Inscrições começam em setembro, mas interessados já podem se preparar. Serão oferecidas 300 vagas 

Quem estava esperando a oportunidade de cursar o MBA em Gestão Pública da Escola Nacional de Administração Pública (Enap) já pode se organizar para participar do processo seletivo previsto para setembro. A novidade desta edição é a destinação de 50 vagas, das 300 previstas, para agentes públicos de estados e municípios. 

Além dos servidores estaduais e municipais, poderão se candidatar ao MBA servidores públicos federais ocupantes de cargo efetivo, empregados públicos federais concursados ou servidores públicos militares, do quadro efetivo das Forças Armadas. 

Criado em 2002 para aproximar e atualizar gestores públicos da prática governamental, o MBA em Gestão Pública será no formato a distância com algumas aulas em tempo real.  Apesar da flexibilidade do modelo online, o curso demanda dedicação dos alunos para cumprir a carga horária de 442h, sendo 365 para certificação, distribuídas em 11 meses. 

Por causa dessas características, a coordenação-geral de especialização de MBA está divulgando com antecedência a data de lançamento do edital - para que  os candidatos se organizem e não percam a oportunidade de participar. 

Outra novidade é a divisão do conteúdo em trilhas de aprendizagem para facilitar os estudos, respeitando o ritmo de cada um, conferindo autonomia ao aluno e ampliando a retenção de conhecimento. 

A metodologia desta edição é mais interativa, com esquemas visuais, animações, histórias em quadrinhos, jogos, aulas ao vivo, laboratórios de casos práticos e podcasts. Entre os temas previstos para a nova edição do MBA em Gestão Pública merecem destaque os conteúdos de inovação pública, transformação digital, liderança e accountability democrático.

Acompanhe os detalhes sobre o processo seletivo e o edital que serão publicados no portal e nas redes sociais da Enap.

Fique por dentro do MBA em Gestão Pública 

 

Perguntas e respostas

1 - Há limite de vagas para o MBA em Gestão Pública?

Serão 300 vagas, sendo 250 para servidores públicos federais e 50 para servidores públicos estaduais e municipais.

2 - Quais são os critérios  de seleção? 

O processo seletivo terá duas fases: 

  • análise e avaliação curricular; 
  • análise e avaliação de memorial.

Os critérios e as pontuações serão divulgadas no edital do processo seletivo que será divulgado em setembro.

3 - Quais os requisitos para os servidores participarem da seleção?

Os pré-requisitos são:

  • Ser graduado em qualquer curso de nível superior reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC).
  • Não estar cursando outro programa de pós-Graduação lato sensu ou sensu da Enap.
  • Não ter cursado outro programa de pós-graduação lato sensu ofertado pela Enap nos dois anos anteriores à data da matrícula;
  • Não ter sido desligado de curso pós-graduação lato sensu presencial ou a distância, oferecido pela Enap, nos últimos dois anos, mesmo que o ressarcimento tenha sido efetivado, conforme estabelecido no art. 45 do Regulamento dos Cursos de Pós-Graduação Lato Sensu (especialização e MBA) da Enap (Resolução nº 12/2021).

4 - Qual é a documentação necessária?

  • No ato de inscrição o candidato deverá preencher o formulário de inscrição em processo seletivo MBA em Gestão Pública, com:
    • Informações pessoais, acadêmicas e funcionais;
    • Memorial, que deverá ser anexado conforme as especificações do edital
    • Formulários para os candidatos que concorrerão no sistema de ação afirmativa:
      • Autodeclaração para candidatos negros;
      • Autodeclaração para candidatos indígenas e carta da sua comunidade ou organização indígena de origem;
      • Autodeclaração para pessoas com deficiência assinado e cópia do laudo com o Código Internacional de Doenças (CID) expedido por profissional competente contendo a especificação da(s) estrutura(s) do corpo que originaram e caracterizam a condição de pessoa com deficiência ou ficha Sigepe de dados pessoais e profissionais para os aprovados em concurso público em vagas destinadas exclusivamente a candidatos com deficiência.

5 - Empregado público de estatal pode participar?
Os empregados públicos federais concursados de empresas que recebam recursos da União para pagamento de pessoal pode participar.

6 - Qual é a estrutura curricular? 

O curso possui três eixos principais e sequenciais, compostos por: 

  • Disciplinas obrigatórias (30h cada): de cunho generalista e complementar, são de caráter mandatório a todos os alunos; incluem assuntos relacionados principalmente à administração, ciência política, sociologia, economia e direito. A grade curricular do curso tem o objetivo de desenvolver competências distintas, mas complementares (analítica, operacional, política, inovadora e de liderança), necessárias para o desempenho de diferentes funções em contexto de governança democrática
  • Metodologia de laboratórios de casos (15h cada): obrigatória e prévia à realização das atividades de laboratórios, que é aplicada a Aprendizagem Baseada em Problemas (PBL); 
  • Disciplinas optativas (15h cada) das seguintes trilhas de aprendizagem:
  1. governança e políticas públicas (Gov) 
  2. inovação e valor público (Inov) e;
  3. federalismo e governança multinível (Fed);
  • Laboratórios de casos (10h cada): três no total, sendo um obrigatório. 
  • Aulas ao vivo (2h cada): serão seis aulas no total, sendo cinco obrigatórias, com temáticas de temas diversos; 
  • Bônus de série de podcasts: temáticas relevantes e atuais, discutidas com professores especialistas e servidores/dirigentes envolvidos nas políticas públicas.

7 - Que documentos são exigidos para a matrícula? 

  • Cópia simples (frente e verso) do diploma de curso de graduação reconhecido pelo MEC ou, caso informado no ato da inscrição que possui pós-graduação, cópia simples  (frente e verso) do certificado ou diploma de pós-graduação lato sensu ou stricto sensu reconhecido pelo MEC;
  • Documento que comprove vínculo efetivo e aquisição da estabilidade no cargo (cumprimento do estágio probatório) com o poder público federal, estadual, municipal ou distrital (contracheque/holerite, publicação em Diário Oficial ou declaração do setor de pessoal do órgão ou entidade);
  • Cópia simples do CPF e do RG; 
  • Foto recente; 
  • Autorização da chefia para participação em curso de especialização, conforme modelo divulgado no edital;
  • Termo de compromisso assinado, conforme modelo divulgado no edital.



  

Palavras-chave:

Conteúdo relacionado

Edital com regras de seleção para 2ª turma do doutorado profissional da Enap está disponível

Serão oferecidas 10 vagas para servidores, empregados públicos e integrantes das forças armadas: 7 na ampla concorrência e 3 para cotas

Publicado em:
30/06/2022
Conheça os candidatos selecionados para as vagas remanescentes dos mestrados

Foram aprovados 24 candidatos para os dois programas de pós-graduação stricto sensu. Matrículas começam na próxima segunda-feira (7)

Publicado em:
03/02/2022
Resultado da seleção dos mestrados 2021 está disponível

Interessados ainda podem concorrer a vagas remanescentes por meio do processo simplificado, que está com inscrições abertas até 10/01

Publicado em:
06/12/2021
Selecionados alunos estrangeiros para o Master of Public Policy

Os 27 selecionados na primeira fase concorrem a 10 vagas na especialização

Publicado em:
03/11/2021