Pesquisa tem apoio do Governo Federal com o objetivo de ouvir e entender experiências, percepções e ideias do servidor a respeito dos desafios éticos que enfrentam no dia a dia do trabalho

Entre os dias 27 de abril e 28 de maio, o Banco Mundial realiza, no Brasil, pesquisa com servidores públicos federais, como parte de uma iniciativa global para entender o que determina o risco de corrupção e quais são os efeitos do comportamento de busca de privilégios especiais e dos esforços anticorrupção sobre o funcionamento e a produtividade da administração pública.

A “Pesquisa sobre Ética e Corrupção no Serviço Público” conta com o apoio do governo federal, por meio da Controladoria Geral da União (CGU) e da Escola Nacional de Administração Pública (Enap). Os resultados irão fornecer subsídios para auxiliar o aprimoramento das políticas de prevenção e combate à corrupção no país. Todos os agentes públicos federais, tanto da administração direta quanto da indireta, podem participar. A participação é voluntária, anônima e confidencial.

Para participar, basta acessar o endereço eletrônico: http://bit.ly/PesquisaSobreEticaBIRD. O participante precisará de apenas 15 a 20 minutos para responder ao questionário e terá a opção de não responder perguntas com as quais não esteja confortável. Caso tenha interrupções, o participante poderá retomar a pesquisa no mesmo dispositivo, bem como desistir a qualquer momento.    

Segurança de dados

As perguntas da pesquisa são estritamente científicas, e a iniciativa segue protocolos éticos, de confidencialidade e segurança exigidos pela Política de Privacidade de Dados do Banco Mundial, de acordo com as melhores práticas internacionais. Todos os dados serão coletados, tratados e analisados pela equipe de pesquisa do Banco Mundial. As respostas serão totalmente anônimas e confidenciais, e os resultados serão publicados de maneira agregada.

Para saber mais sobre a pesquisa, acesse: https://www.worldbank.org/pt/country/brazil/brief/brazil-integrity-governance-public-sector-research.

Para tirar dúvidas, basta enviar e-mail para Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

Contexto

A pesquisa faz parte de um programa analítico mais amplo para compreender e avaliar abordagens anticorrupção. Ela se baseia no trabalho do Laboratório de Burocracia do Banco Mundial, especializado em estudos empíricos de administração pública por meio de pesquisas, e que já entrevistou mais de 250 mil funcionários públicos em mais de 35 países. Pesquisas semelhantes estão sendo implementadas atualmente em Madagascar, Bangladesh e Paquistão, e espera-se que vários outros países sejam pesquisados no futuro.

Participe e contribua para a construção de uma administração pública mais íntegra e eficiente.

Palavras-chave:

Conteúdo relacionado

Servidores com filhos pequenos são os que sentem maior queda de produtividade no teletrabalho

Quando se observa a questão de gênero, mulheres relatam mais dificuldade do que homens ao desempenhar o trabalho em casa, em tempos de pandemia

Publicado em:
03/12/2020
Divulgado resultado preliminar do concurso de bolsas de pesquisa da Enap em melhoria da qualidade regulatória

Lista detalha notas e classificação dos candidatos que participaram das entrevistas. Recursos podem ser enviados nos dias 25 e 26 de novembro

Publicado em:
23/11/2020
57% dos servidores públicos federais preferem voltar ao trabalho presencial em regime escalonado

Maior receio em tempos de pandemia é transmitir Covid-19 para familiares

Publicado em:
04/11/2020
Atenção, servidor! Participe da pesquisa de Clima Organizacional

Objetivo é conhecer mais as práticas corporativas, os aspectos positivos da gestão de pessoas e as oportunidades de melhorias no ambiente de trabalho

Publicado em:
06/10/2020