Todos os cursos da pós-graduação stricto sensu da Enap – como é o caso dos mestrados – são presenciais, porque esse foi o formato autorizado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), do Ministério da Educação (MEC). Neste momento de distanciamento social causado pela pandemia de Covid-19, as disciplinas poderão ser oferecidas remotamente, em caráter excepcional.

A proficiência em inglês é uma exigência dos mestrados da Escola, desde a primeira edição. Este ano, vários certificados serão aceitos, como Duolingo English Test e EF SET, além dos tradicionais TOEFL/TOEFL iBT, Cambridge, IELTS e TOEIC. Em cada um dos certificados aceitos, o edital especifica a nota mínima exigida (entenda no quadro abaixo). Outros certificados também poderão ser validados, desde que a Comissão de Seleção consiga comparar os resultados apresentados com as escalas definidas no edital e que o resultado obtido possa ser equiparado ao mínimo obtido.

pontuação

Para facilitar a vida do candidato, aceitaremos o certificado desde o início da inscrição até o ato de matrícula – que ocorrerá em janeiro de 2021 para os alunos da primeira chamada e em fevereiro de 2021 para a segunda chamada. A opção de envio no momento da inscrição será opcional. Recomendamos que o candidato não deixe para última hora, porque será documento obrigatório para participar do mestrado.

O candidato pode participar do processo seletivo todo e apenas apresentar a comprovação da proficiência no ato da matrícula. Para garantir a isonomia entre os candidatos, não faremos prova específica e recomendamos que o candidato não deixe para última hora, porque será documento obrigatório para participar do mestrado e a matrícula do aluno somente será efetuada após a entrega do certificado, desde que ele seja válido.

Esta é a primeira vez que a Enap cobra raciocínio lógico dos candidatos  em um processo seletivo. Como não tínhamos uma linha de base, seguimos as provas da Associação Nacional de Pós-graduação e Pesquisa em Administração (Anpad). Por esse motivo, recomendamos a consulta ao acervo de provas da Anpad. A Comissão optou por não definir ementa de conteúdos no edital, então, não há como indicar conteúdos e a prova não pressupõe uma preparação específica. Os conhecimentos requisitados de matemática e lógica são básicos – que se espera de qualquer servidor público com graduação completa.

A configuração proposta no edital é a mais recomendável para realizar a prova (Sistema operacional Windows 7, 8, 8.1 e 10). Caso o candidato venha utilizar outro sistema operacional que não esse, a Enap não se responsabiliza por incompatibilidade do ambiente.