Gestão de compras públicas que privilegia satisfação da sociedade é tema de palestra em Brasília

Professor Steven Schooner, da George Washington University (EUA), um dos mais renomados especialistas internacionais em contratos de governo, ministrou aula magna na abertura do Fórum Nacional de Compras Públicas


O professor de Legislação de Compras Públicas Steven Schooner, da George Washington University (Estados Unidos), ministrou aula magna na noite desta segunda-feira (03/12), durante a abertura do Fórum Nacional de Compras Públicas, em Brasília. Em sua palestra, ele falou sobre a importância da gestão de longo prazo dos contratos firmados entre entidades públicas e empresas privadas.

A análise de Schooner evidenciou a necessidade de gestores públicos colherem informações sobre a satisfação da sociedade – os clientes – em relação aos produtos e serviços oferecidos pelos governos. É por meio desse conhecimento que as gestões públicas terão ferramentas para medir o sucesso de suas ações.

“Antigamente a definição de compras públicas era muito restrita, com foco quase que exclusivo no menor preço. A globalização, contudo, mudou esse cenário, abriu a concorrência para mercados internacionais e trouxe a necessidade de levarmos em consideração a satisfação dos usuários dos serviços públicos”, destacou Schooner.

Se os antigos modelos de elaboração de contratos de compras públicas privilegiavam o combate à corrupção por meio de critérios claros, como preço e forma de pagamento, a dinâmica atual traz a necessidade de análise de todo o ciclo de vida dos bens adquiridos, o que envolve o trabalho com conceitos mais complexos, como satisfação dos clientes, durabilidade e valor agregados, explica o professor.

De acordo com Schooner, “a concessão de um contrato público, na prática, estabelece parceiros de negócios, que devem ser vistos dessa forma pelos gestores públicos. É importante considerar o que fazer após os contratos serem firmados, com o controle de qualidade, em vez de nos preocuparmos apenas com o processo de concessão”, analisa.

A dinâmica de palestras e debates do Fórum, que segue até 5 de dezembro em Brasília, foi pensada com o propósito de aproximar os atores da área, destacando a análise de especialistas, agentes do segmento, acadêmicos e representantes de instituições que reconhecem nas compras públicas uma relação estratégica no desenvolvimento do Estado e na prestação de serviços à sociedade. Neste sentido, o Fórum nasce como o principal evento da área, propiciando ainda a apreciação de cases inovadores, networking e um conjunto de ações que caracterizam, de forma aberta e colaborativa, a busca pela maior eficiência do setor.

 
Sobre o FNCP – O Fórum Nacional de Compras Públicas foi organizado pela Rede Nacional de Compras Públicas (RNCP) e contou com o apoio do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), a Confederação Nacional de Municípios (CNM), a Escola Nacional de Administração Pública (Enap), o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e a Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais (Flacso).

Sobre a Rede Nacional de Compras Públicas (RNCP) – Comunidade sustentável, de natureza colaborativa, que visa congregar as instituições e suas unidades de compras no âmbito da União, Estados, Distrito Federal e Municípios, de todos os poderes, empresas estatais, terceiro setor e organismos internacionais, bem como as instituições que fomentam a modernização de compras públicas, para fins de interação e cooperação entre os participantes e aperfeiçoamento das compras públicas no País. Acesse o portal da RNCP em www.compraspublicasbrasil.gov.br/

 

Com informações da Agência Galo.