Notícias

« Voltar

21º Concurso Inovação seleciona iniciativas para etapa final

21º Concurso Inovação seleciona iniciativas para etapa final

Por: Ascom

Publicação: 20/07/2017 | 16:58

Última modificação: 27/07/2017 | 15:38

A Comissão de Avaliadores do 21º Concurso Inovação no Setor Público acaba de concluir a etapa de seleção de avaliação preliminar externa. Esta avaliação resultou na lista das 30 iniciativas finalistas

Foram selecionadas dez iniciativas em cada uma das três categorias: (i) Inovação em processos organizacionais, serviços ou políticas públicas no Poder Executivo Estadual/Distrital; (ii) Inovação em processos organizacionais no Poder Executivo Federal; e (iii) Inovação em serviços ou políticas públicas no Poder Executivo Federal.

A próxima etapa será a Avaliação Entre Pares, a ser realizada no dia 15 de agosto. Esta etapa dará, de forma inédita, o protagonismo da escolha final dos premiados no 21° Concurso Inovação, aos próprios representantes das iniciativas.

Assim, para esta etapa, cada iniciativa deverá apresentar em apenas cinco minutos, e de forma dinâmica e criativa, seu objetivo, resultados, mecanismos, dentre outros aspectos da iniciativa, em evento aberto ao público em geral. Após a apresentação de todas as iniciativas – e com a mediação da Enap e observação externa de representante da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) – será conduzida a votação final que decidirá os premiados em cada categoria. Terão direito a voto apenas um representante de cada iniciativa.

Apesar do anúncio dos premiados ocorrer no próprio dia 15 de agosto, a cerimônia de premiação deverá ocorrer durante a III Semana de Inovação, a ser realizada em outubro de 2017, na Enap, em Brasília.

Sobre – O Concurso é promovido anualmente, desde 1996, pela Escola Nacional de Administração Pública (Enap), em parceria com o Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MP).

A premiação valoriza as equipes de servidores públicos que, comprometidos com o alcance de melhores resultados, dedicam-se a repensar atividades cotidianas por meio de pequenas ou grandes inovações que gerem melhoria na gestão das organizações e políticas públicas, contribuam para o aumento da qualidade dos serviços prestados à população e tornem mais eficientes as respostas do Estado diante das demandas da sociedade.